17.8.16

Marido

Sonhava que voltava para o marido, Minas, o círculo de novo, Cerro, Curvelo, Três Marias, Belo Horizonte, a cidade gigante entrando para dentro de seu corpo, a luz sumindo, a madrugada, cão que tragava seu corpo, draga, a mãe rediviva dizendo: “Vem, minha filha, sai daí...”, os filhos novinhos de novo desenhando um animal indefinido.

Um comentário:

FRANCISCO SARAIVA disse...

Só isso?... Brincadeira, achei bem bonito!